PARTICIPANTES

 

1- Cida Valadares
2- Clara da Costa
3- Osmarosman Aedo
4- Mario Antonio dos Reis
5- João Coelho dos Santos (Portugal)
6- Rita Rocha
7- Theca Angel
8- Orlando Caetano (Portugal)
9- Eduardo Gragnani
10- Virgilio Roque (Portugal)
11- Nelson Carvalho (Portugal)
12- José Hilton Rosa
13- Zuleika
14- Maria de Fátima Delfina de Moraes
15- António Barroso (Tiago-Portugal)
16- AugustaBS
17- Gutemberg Maciel
18- Marinez Stringheta/Mara poeta
19- Cássia Vicente
20- Roze Alves
21- Maria Tomasia
22- Maria Olga Oliveira Lima
23- Ana Kilesse
24- Ilze Soares
25- Luiza Almeida
26- Fernando Alberto Salinas Couto
27- Maria José Zovico (Zezé)
28- There Válio
29- Nadir N. Giovanelli
30- Cel (Cecília Carvalho)
31-Clair Edelweiss
32-José Ernesto Ferraresso
33- Clarice Wiec
34- Paulo Silveira de Ávila
35- Cida Micossi
36- Gutemberg Maciel
37- Junior Pereira Almeida
38- Madalena Müller
39- Heloisa Crosio
40- Maria Conceição de Paula (Conceitita)
41- Renato s trigueiros
42- Vitória Lynn
43- Nilza Stringhetta Rossi
44- Virgilio Roque (Portugal)
45- faffi
46- Cida Micossi
47- Humberto-Poeta
48- Sonia Nogueira

 

 

 


Nada de Nada!

Cida Valadares

Nada de nada...
Assim, magoada...
e esta saudade ...desafinada?
Não!

 

 

Nada de Nada!

Clara da Costa

A poesia nasce assim...vazia,
nada de nada...
só a saudade na noite vadia.

 

 

 Nada de Nada

Osmarosman Aedo

Separam -se os grãos, debulhados estão os grãos...
Separam-se as pétalas, desnudadas estão as flores.
Nada de nada, os farão desassumir o que são.

 

 

Nada de Nada

Mario Antonio dos Reis

Triste ausência,
dolorosa aparência...
tudo acabou,
não sobrou nada de nada...

 

 


NADA DE NADA

João Coelho dos Santos

Iluminada rebentou a trovoada!
A chuva em catarata como chicotes, açoita a terra,
Que finge sentir nada da nada.

 

 

 Nada

Rita Rocha

O nada pode ter muito valor
Dependendo do objeto em questão
Nada de falsidade é tudo,dentro do coração.

 

 

Nada de Nada...

Theca Angel

Nada sou diante das contingências
De nada me servem as aparências
Nada de nada terei...bem eu sei!

 

 

Nada de Nada!

Orlando Caetano

Os sem-abrigo, a pobreza envergonhada
e outros desprotegidos neste mundo desigual
não têm pão, não têm nada de nada...

 

 

Nada de Nada!

Eduardo Gragnani

Nada de nada,
Numa poesia inválida,
Assim vai uma madrugada sem saudade...

 

 

 NADA DE NADA

Virgílio Roque

Nada de nada é o que possui todo aquele que é roubado
Que se vê constantemente como que por vampiros rodeado
A quem sacam até o ultimo tostão que de esmola lhe foi dado

 

 

NADA DE NADA

Nelson Carvalho

A nossa noite apaixonada
NADA DE NADA será estragada
assim será até de madrugada.

 

 

Nada de Nada!

José Hilton Rosa

Nada dito, nada finda, nada de nada
fria ótica, nada de lógica, nada de nada
peso sobre outro peso, sentimento sem causa, nada de nada.

 

 

Nada de nada!

Zuleika

Não sou, não fui, não tenho...
tudo se perdeu no tempo...
nada ficou ... nada de nada...

 

 

Nada de Nada

Maria de Fatima Delfina de Moraes

Colecionar tesouros,
possuir tudo o que de material houver.
E se não houver amor próprio e infinita paz,
nada de nada terá valor para o coração.

 

 

Nada de Nada

António Barroso (Tiago)

Sem um ligeiro aceno de despedida,
seguiste o teu caminho, inconformada.
Nas minhas mãos... somente o pó...
tudo o que sobrou... nada de nada...

 

 

Nada de Nada!

AugustaBS

Não tem graça,não tem sentido! Não me interessa nada e mil vezes nada,
se o amor na minha vida ,não estivesse presente.
Só o amor me faz viver.Só o amor me faz feliz.
Sería nada de nada se na minha vida ele se fizesse ausente.

 

 

Nada de Nada!

Gutemberg Maciel

Engendrado no emaranhado criado pleo homem
Atento às malediscências que pode nos atrapalhar,
Rogamos que nada, nadica de nada, venha nos alcançar.

 

 

NADA DE NADA!

Marinez Stringheta/Mara poeta

Nada de nada
Falta de compromisso
De quem não quer
Nada assumir.

 

 

NADA DE NADA!

Cássia Vicente

Um sonho...palavras em vão.
Um plano...atos em vão.
Uma poesia escrita em vão.
Nada de nada!

 

 

Nada de Nada

Roze Alves

Nada de nada...
É assim que se fala,
para não admitir estar apaixonada?
Não?

 

 

Nada de Nada

Maria Tomasia

Tudo acabado.
Tristeza infinda.
Definitivamente acabou,
nada de nada sobrou.

 

 

Nada de Nada!

Maria Olga Oliveira Lima

Deixar o mundo girar...
Até que a Vida Divina...
Retome em seu Feliz Caminhar...

 

 

Nada de Nada

Ana Kilesse

Saudosa lembrança
De tudo que vivi...O tempo terminou
Nada de nada sobrou!

 

 

NADA DE NADA

Ilze Soares

Voce falou e falou demais...
Não disse nada de nada.
Fiquei indignada!

 

 

Nada de Nada!

Luiza Almeida

É assim que é a escuridão.
Uma mistura de vazio e desespero.
Um infinito vazio.
Não!!

 

 


Nada de Nada!

Fernando Alberto Salinas Couto

Como é triste e desolador,
saber que na madrugada,
daquele tão intenso amor
já não resta nada de nada.

 

 


NADA DE NADA

Maria José Zovico (Zezé)

Que pena! Nada de nada...
Foi tudo o que nos restou
Quimera não realizada,
De um passado que não passou...

 

 

Nada de Nada!

There Válio

Nada sobrou desse amor
somente a solidão
deixou nada de nada!

 

 

Nada de Nada!

Nadir N. Giovanelli

Não faças nada hoje...
Não comprometas teu amanhã!
Nada de nada ... Só a saudade basta...

 

 

Nada de Nada!

Cel (Cecília Carvalho)

Nada de nada...
Fico intrigada...
afinal, a vida não vale mais nada?
Oh Deus!

 

 

Nada de Nada

Clair Edelweiss

O verão se foi deixando a saudade
Ooutono chega trazendo alegria e aconchego
Portanto, nada, nada importa mais, que a tua presença!

 

 

Nada de Nada

José Ernesto Ferraresso

Não tem registro, nem nome, nem nada
pode ter pão, como não pode ter nada.
Viver , lutar. agir sem razão para nada.

 

 

Nada de Nada!

clarice wiec

Um grande amor,
loucuras incontoláveis ,prazeres infinitos,
o tempo passou, e agora...nada de nada...

 

 

Nada de Nada!

Paulo Silveira de Ávila

Nada de Nada!
Por ter sido consigo negligente
chora e geme a dor profunda
de um dia não ter sido gente.

 

 

Nada de Nada

Cida Micossi

E todos aqueles desabrigados
A quem a chuva martirizou,
O que lhes sobrou?
Nada... do nada.

 

 

Nada de Nada

Gutemberg Maciel

Você que a ti entreguei
Dediquei e doei por todo o meu ser...
Me diz que nada de nada ficou?

 

 

Nada de nada!

Junior Pereira Almeida

Sentimentos de revolta profunda
Tua ausência faz-me ficar em prantos...
Nada diante dos meus olhos,
De nada vale minha solidão.

 

 


Nada de Nada

Madalena Müller

Mesmo mantendo os olhos cerrados
a sua imagem chega causando-me palpitação,
adormeço para ignorar a tão inflamada sensação!

 

 

NADA DE NADA

Heloisa Crosio

Nada de nada
nessa madrugada sem inspiração, sem poesia.
Solidão, e nada de voce!

 

 

NADA DE NADA!

Maria Conceição de Paula
(Conceitita)

Nada de nada sobrou
do amor que nos uniu!
Tua falsidade foi que o destruiu.

 

 

Nada de Nada

Renato s trigueiros

Nada sobre nada foi o que hoje me restou
Uma paixão que era nada de nada que em lágrimas se afogou
Apesar de dizer-lheNada !Nada !Nada !
Se salva, ouvisse obrigado.Eu diria...De nada !

 

 

Nada de Nada

Vitória Lynn

.A tua presença em minha vida, Senhor,me faz feliz e me faz pular de alegria!
.Ao meu lado estás como meu grande amigo.Meu protetor, grandioso...
Porque sem Ti, seria nada de nada.

 

 

.Nada de .Nada

Nilza Stringhetta Rossi

Atrapalhada...Feia desbotada
Árvore e outono...Nada de nada
Nua desfolhada esconde no seio latente
A vida primavera na madrugada!

 

 

 NADA DE NADA

Virgílio Roque

Nada de nada é o que possui todo aquele que é roubado
Que se vê constantemente como que por vampiros rodeado
A quem sacam até o ultimo tostão que de esmola lhe foi dado.

 

 

Nada De Nada!

faffi

Sem o seu amor,
sem a meiguice do seu olhar,
eu só sei, o que sei,
que nada de nada, serei

 

 

Nada de Nada

Cida Micossi

Tanto eu quis te encontrar ...E os dias lentos a passar
Pareciam querer me dizer:- Ele não vem, desiste!
Porque pra ele, você sempre será
Nada de nada!

 

 

NADA DE NADA

Humberto - Poeta

Libertina e envenenada,
de ti não quero, danada,
nem mesmo um nada de nada!

 

 

 Nada de nada

Sonia Nogueira

Revirei as páginas vazias
no baú abarrotadas,
amareladas, nada de nada restou...

 

 

Arte Nena

Edição Mara Pontes

 

 

:::VOLTAR:::